Humor, doação de leite e o que isso diz sobre nós

Humor, doação de leite e o que isso diz sobre nós

Cena 1: Com 2 litros diários enviados aos bancos de leite, Michele é considerada a maior doadora de leite materno do mundo

Cena 2: O comediante Danilo Gentili compara o leite doado à performance do ator pornô Kid Bengala

Cena 3: Michele é ridicularizada onde mora e tem a produção de leite comprometida

Cena 4: Michele entra na Justiça contra Gentili

Cena 5: O caso repercute na opinião pública. Michele recebe apoio de Neymar e do Governador de Pernambuco, Eduardo Campos.

O objetivo deste post é fazer perguntas.

Por que Neymar e o governador de Pernambuco só se manifestaram depois da piada? Doar 2 litros diários não é motivo suficiente para angariar esse apoio?

Por que as pessoas riem desse tipo de piada? Porque “não é com elas”? Porque sempre se riu disso? Porque também já foram alvo? Ou riem de nervoso, para não serem as próximas?

Qual a diferença entre esse tipo de piada e o bullying que se pretende banir das escolas? O que caracteriza o bullying? A força física do buller? Ou a força do grupo – o apoio de colegas, ou mesmo dos pais, que o protegem? Isso não é covardia?

Quem são as vítimas? Como torná-las alvos permanentes, a chamada “piada pronta”? Usar pessoas cujas características não foram objeto de “escolha” delas? É possível mudar a cidade onde se nasceu? A cor da pele? A estatura, a orientação sexual ou outro aspecto genético – por exemplo, a produção de leite materno?

Que efeitos a piada tem sobre a vítima? Devastadores, até porque nem sempre a pessoa tem como mudar o que deu origem à piada, como dito acima? Do que depende a capacidade de superar a humilhação? Da estrutura individual, que é construída com o apoio de alguém? E se não houver esse apoio?

E se o bullying for a única chance para uma pessoa ter a atenção dos outros e sair da invisibilidade? Isso serve para o buller e para a vítima? Os dois são vítimas?

Há como prever os efeitos de uma piada sobre o público? De quem é a responsabilidade: do comediante ou de quem ri? Fazer esse tipo de piada é dar munição para ignorantes se acharem no direito de ofender os outros?

Tanto Gentili quanto as pessoas que humilharam Michele pensaram nos bebezinhos alimentados por ela?

E o que dizer de quem acusa Michele de estar se “promovendo”, com interesses “escusos”, visando à candidatura política? Qual o problema nisso? Como seria um país que contasse com uma Michele em cada prefeitura, em cada governo, nas câmaras de vereadores ou no Congresso Nacional, com pessoas que pensassem em ajudar os outros?

É “só” uma piada? Mobilizar sentidos não é coisa séria? Ou isso é desculpa para quando ocorre a reação – uma forma de desqualificar o sentimento de quem reage?

A reação é nova? Por que, antes, ninguém dizia nada? Era “normal” rir de quem já estava vulnerável? Ou faltava coragem para reagir?

Só o comediante tem “liberdade de expressão”? Por que, quando uma pessoa reage, é acusada de fazer “patrulha do politicamente correto”? Ela também não tem direito à liberdade de expressão?

O humor tem função social? É ofensa ou é crítica? Humor inteligente e transformador é quando o comediante ri de si mesmo, e quando ataca quem é forte? (Para saber mais, assista ao excelente documentário “O riso dos outros”, de Pedro Arantes, apresentado pela TV Câmara – use fone de ouvido, porque o conteúdo não é para crianças: https://www.youtube.com/watch?v=uVyKY_qgd54).

Calar o comediante é a solução? E se o que ele estiver fazendo for evidenciar, jogar um holofote sobre o que está arraigado na sociedade, mas de forma subterrânea? Não funciona como um termômetro dos nossos tempos, tal qual a publicidade? O que isso diz sobre nós?

 Seria o humor um importante catalisador de reações, com poder agregador? Estaria dando munição também para as pessoas se unirem e protestarem? Precisamos disso?

Para fechar com síndrome de Poliana: o episódio todo pode ser ponto de partida para que as pessoas possam debater a importância do leite materno? Quantas pessoas passaram a saber que leite humano pode ser doado? O que representam esses 2 litros? Será que as pessoas sabem que apenas 10ml são uma “refeição completa” para um bebê prematuro?

Qual a sua opinião? E o que isso diz sobre você?

___________

Veja também:

Campanhas de Amamentação: uma análise séria e franca

Porque nós somos mamíferos

Quando não é possível amamentar: Marusia fala

Sobre Ballet e bullying

Meu filho vai usar óculos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s