O dia em que falamos da Constituição para meu filho

Sites visitados:

Documentário Carta Mãe, da TV Câmara (para assistir e baixar)

Portal Plenarinho da Câmara dos Deputados – o jeito criança de ser cidadão

A história de Marquinhos, deputado mirim que transformou a vida de sua cidade no sertão nordestino

____________________

Quando estava no 2º Período, meu filho mais velho participou de um projeto literário na escola que contava com a ajuda das famílias – claro, nessa época as crianças ainda estavam começando a conhecer o alfabeto. Um livro era levado para casa e, com base na história, deveria ser produzido um cartaz. Além disso, a criança deveria preparar uma apresentação e levar lembrancinhas alusivas para os colegas.

O livro que meu filho trouxe era “Na minha escola todo mundo é igual”. A história era sobre o respeito às diferenças. Fiquei pensando no que poderia ilustrar isso com perfeição. Me lembrei da nossa Carta Magna, que diz:

Art. 5º Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade.

Fomos, então, às revistas e procuramos imagens de pessoas de todos os tipos, crianças, adultos, idosos, mulheres, homens, de todas as cores, nacionalidades, alturas, aparências. Imprimi um mapa múndi em duas folhas A4. Com uma mesa de luz improvisada (colocamos um abajur embaixo da mesa de vidro para que a cartolina ficasse transparente), copiamos o mapa. Contornamos de canetinha e colamos as pessoas nos países de acordo com suas características – os que tinham olhinhos puxados ficaram mais concentrados na Ásia, por exemplo. Mas reservamos fotos de pessoas com essas mesmas características para colar no Brasil.

Na parte de baixo, puxamos uma seta, como se fosse uma lupa, e colamos a foto do Congresso Nacional, em Brasília. Mais uma vez, colamos imagens de pessoas diferentes entre si.

A mensagem era:

Pessoas de todo mundo vêm para o Brasil.

Pessoas de todo o Brasil vêm para Brasília.

Em Brasília, foi criada a Lei que diz que todos são iguais.

Conseguimos 30 exemplares da versão compacta da Constituição Federal de 1988 (somente com a Lei pura, sem o detalhamento das emendas), para serem distribuídos como lembrancinha para as crianças, com o artigo 5º grifado.

João Marcelo – Documentário Carta Mãe, da TV Câmara

As professoras ficaram muito emocionadas. Para a maioria das crianças, era a primeira vez que tinham contato com a nossa Carta Mãe, nossa Lei máxima.

Aqui em casa somos naturalmente envolvidos com política, por causa do nosso trabalho. Achei lindo demais quando fomos explicar a nosso filho da importância daquele documento, do que ele representa para nosso País, de tudo o que ele preconiza, e meu marido encheu os olhos de lágrimas.

A Constituição foi promulgada em outubro de 1988. Também em outubro a Câmara dos Deputados realiza o Câmara Mirim: crianças de todo o Brasil participam de um concurso de projetos de lei. Os vencedores se transformam em deputados por um dia e os projetos podem até virar leis de verdade!

Trata-se de uma iniciativa ímpar. Nesses dias em que nem todas as crianças conhecem o Hino Nacional e que as aulas de Moral e Cívica são tidas como reacionárias, fica complicado esperar das novas gerações que tenham efetiva participação política.

No dia 12 de Outubro de 2011, milhares de pessoas em várias capitais foram às ruas pedir o cumprimento da Constituição. Quero, sim, que meus filhos entendam como é fundamental conhecer nossos direitos e deveres para serem cidadãos de bem. E que, no dia 12 de Outubro de 2031, eles possam ir às ruas não para cobrar, mas para celebrar.

Foto: Elza Fiuza – Agência Brasil

______________________

Veja também:

Olho de boi, olho d’água

A sabedoria que vem da simplicidade

Quero ser criança quando eu crescer

Lembranças de infância

Anúncios

4 pensamentos sobre “O dia em que falamos da Constituição para meu filho

  1. Quem dera se todos os pais fossem assim tão dedicados em acompanhar as atividades escolares dos filhos!

  2. Emocionante!
    É muito importante os pais participarem das atividades da escola.
    Assim podemos passar conhecimentos, vivencias momentos sublimes como esse!
    Beijos!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s