Conselhos que amei

 

Foto: Anne Guedes

Sempre se fala da “chuva de palpites” a que uma grávida, mãe de primeira viagem (ou até de terceira viagem, como eu) está sujeita. De fato, em certos momentos, muitas intervenções, de fontes e conteúdos tão variados, podem acabar confundindo. Mas hoje quero falar de conselhos campeões, desses que fizeram e continuam fazendo a diferença e que faço questão de compartilhar: os conselhos que amei.De minha irmã, Maria: “Não espere a barriga crescer para passar hidratante.”

A pele tem que estar previamente preparada e hidratada, logo no comecinho da gravidez, mesmo quando a barriga ainda não apareceu. Assim, você evita que a pele fique sensível e frágil, o que pode originar estrias e manchas. A bem da verdade, a hidratação é bacana mesmo quando não estamos grávidas, é um ritual que merece ser diário.

 Da minha amiga Luciana: “O bebê suga com muita força logo na primeira mamada.”

Eu tinha uma ideia de que a amamentação não é tão simples no começo, mas pensava que isso decorresse da frequência de mamadas, e não da força de sucção e da pega do bebê. A frase de Luciana foi ótima para eu não ser pega de surpresa (com perdão do trocadilho rsrsrs)!

Da minha irmã, Maria: “Tudo passa.”

No pós-parto, quando a gente tem a sensação de que está no meio do furacão, com milhares de hormônios à flor da pele, de novas incumbências e emoções inéditas, tende a não acreditar nessa verdade. Mas, se nos permitimos aceitá-la, seu poder é libertador. Tudo passa. E passa rápido.

Da minha amiga Daniela, quando eu esperava o segundo filho: “Quando o bebê nascer, seu filho mais velho vai parecer muito grande.”

Isso é muito correto e valioso. Meu primogênito tinha somente 2 anos quando minha filha nasceu, mas pareceu um gigante perto da recém-nascida. O perigo, sabiamente alertado por Daniela, era agir como se ele já estivesse crescido e maduro. Foi ótimo, para que eu tivesse o cuidado de não exigir posturas e comportamentos para muito além da idade dele. Afinal, ele era um bebê, também, com necessidades e dengos, encarando a circunstância absolutamente nova da chegada de um irmão com quem teria que dividir a atenção dos pais.

 Do meu irmão, Jr: “Criança tem prazo de validade de alegria.”

Ficar atento a esse sábio conselho é evitar muita chateação. Quando o “prazo de validade de alegria” de uma criança se esgota, é sinal de que está na hora de voltar para casa e descansar. Insistir é arcar com as consequências de uma criança irritada, que vai fazer de tudo para tirar a gente do sério, e aí o passeio já perde o sentido. É importante lembrar que, ao levar uma criança para um “esquema de adulto”, sem atividades que a incluam e divirtam, o “prazo de validade” dela fica mais curto. Isso explica em parte as birras em supermercados e shopping-centers.

Do pediatra das crianças (que foi meu pediatra): “Toque seus filhos.”

Fala-se tanto em shantalla, massagem no banho, necessidade de colo, de contato pele-a-pele com os bebês. Basta a criança começar a crescer para o carinho rarear. Pois isso não é só com os bebês, não! Crianças de 8, 9, anos, adolescentes, mesmo os adultos precisam de abraço, do calor do toque dos pais. Chega a ter poder terapêutico, profilático, de cura mesmo.

 Da minha mãe: “Se quiser, você pode manter suas atividades, pode trabalhar fora. Mas é muito importante estar em casa na hora de colocar seus filhos para dormir.”

A hora de dormir realmente é sagrada e tem uma representação diferente na cabeça das crianças, de aconchego, de acolhimento. Vale a pena experimentar.

E você? Tem um conselho campeão?

Veja também:

This post in English: Advice I love
Anúncios

9 pensamentos sobre “Conselhos que amei

    • Priscilinda,
      Claaaaaaro!!! A poderosa casca de banana como cicatrizante natural para curar rachadura no mamilo, conselho de Priscila!! A gente até criou uma técnica: tirava a casca e deixava na geladeira para não ficar escura. Era bom porque vinha geladinha… O “problems” é o que fazer com a banana! Fazia vitamina, banana frita, banana empanada, doce de banana!!!… Na segunda filha, trocamos por Dersany, um óleo à base de vegetais. Era só embeber no algodão e colocar entre o mamilo e o sutiã. Esse é prático porque não precisa lavar o seio antes de amamentar, e também é um ótimo cicatrizante natural. #ficaadica , então: bananosa e Dersany, tudo de bom para rachaduras!
      Um beijão!
      Marusia

    • Ju e Clara,
      Relaxar é, com certeza, um conselho muito precioso! O mais engraçado é que por vezes eu tenho que “me esforçar” para relaxar kkkkkkk! Tô doidinha, né não?
      Beijos!
      Marusia

  1. Ah! O meu conselho seria… amamente o seu filho(a) o quanto ele(a) quiser!
    Com a minha primeira filha eu fui rígida como disciplinava os livros. Amamentava de 3 em 3h. Ela tinha 1 mês e meio quando precisei complementar com leite artificial, mas conseguimos manter o peito até os 10 meses.
    Com minha segunda filha eu segui meu coração. Oferecia o peito sempre que achava que ela queria… para se alimentar, só para curtir o calorzinho ou para “esquecer” de algum incômodo. Ofereci peito e colo sem medo de mimar. Ela está com 6 meses, já come papinhas e eu ainda não precisei administrar o leite artificial.
    Funcionou BEM melhor para mim. Mesmo tendo que ouvir – no início – “essa menina só mama”, “essa menina não sai do colo?”… blá, blá, blá.
    Seguir o coração acho que é outro conselho mágico.
    Quando nasce um bebê, nasce também uma mãe.

    Beijos
    Fabiana
    http://2-ao-quadrado.blogspot.com

    • Oi, Fabiana!
      Este realmente é um conselho fabuloso: ouvir os CONSELHOS do nosso coração! Sabe, tantas vezes eu fico procurando respostas e, quando dou por mim, elas me acham! Estavam só me esperando… dentro do meu coração!
      Um grande beijo,
      Marusia

  2. Oi Fabiana!
    Meu conselho preferido dado por uma amiga maezona foi:
    ” Se isso vai interferir quando ele tiver 18 anos vale a pena a briga”
    Toda vez que ele faz uma birra, trata alguém mal, me lembro desse conselho, afinal, um cara de 18 anos mandando alguém fazer alguma coisa “AGORA!” não dá neh?
    Beijos e obrigado pelos comentários lá no blog

  3. Oi Marusia!!!
    Obrigada pelo email! As vezes o blogger nao dá certo mesmo, ele fica cheio de frescura…rsrsrs

    Que bom que gostou do meu cantinho!!! O último post foi feito pra gente! rs

    Beijocas!!
    Ju e Clara

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s