Perigo de ser mãe perfeita 3 – Você combinou com os russos?

Reza a lenda futebolística que o jogador Garrincha, ao ser informado pelo treinador da seleção que bastaria driblar todos os adversários e fazer o gol para vencer a Rússia, perguntou: “Mas vocês já combinaram isso com os russos?”

Aproveito a deixa do Garrincha para refletir. A gente adota um modelo de mãe perfeita. E os filhos? Estão sabendo disso? Concordam?

Li a respeito de uma pesquisa com crianças inglesas (ingleses são doidos por uma pesquisa, né não?), sobre como deveria ser a mãe perfeita. Reuni as respostas em quatro grupos:

  • Intelectual – Ajuda no dever de casa (73%) e Lê histórias antes de dormir (43%)
  • Amorosa – Dá muitos beijos e abraços (63%) e Está sempre presente quando chamada (51%)
  • Mestre-cuca – Faz bolos caseiros (65%), Permite que as crianças ajudem a cozinhar (60%) e Faz o lanche da escola todos os dias (58%)
  • Brincalhona – Adora brincar (69%), Leva a criança ao parque regularmente (54%) e Gosta de se sujar no jardim (41%)

De cara, já fiquei “de cara”. Minha parcela mestre-cuca deixa muito a desejar (quer dizer que a história de “avental sujo de ovo” tem fundamento??). Também não gosto de me sujar no jardim. Oras, de repente, é o que os inglesinhos pensam, não sei se dá para aplicar à realidade brasileira.

Mãe Maravilha

Então, como boa mãe “noiada”, resolvi fazer uma enquete em casa:

– O que você acha que mamãe tem que fazer?

– Brincar mais.

– Ué, mamãe não brinca?

– Brinca, mas tem que brincar mais.

(A que insiste)– Quando vc tiver seus filhos, o que você vai fazer com eles?

– Brincar muito.

– E se eles fizerem coisa errada?

– Vou falar com eles e botar no cantinho.

Oh, yes! Fiquei satisfeita com o resultado (ninguém falou em bolo rsrsrsrs), apesar da amostra viesada e suspeita pra falar kkkkk! A parte da disciplina tá ok!

Quanto ao “brincar mais”, só reduzindo a perfeição de cada um dos outros níveis. Tá combinado com os russos.

Veja também:

Os perigos de ser mãe perfeita – Toda a série

Viajando com crianças. Parte II: As contradições

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s