Noite profética

“Christus natus est nobis: venite, adoremos.

Por que os profetas dão vozes?

Por que as filhas de Sião choram sobre as flores de Ramá?

Que desejam os magos em nossa terra, vindos de tão longe?

Um cometa foi visto no céu, como que apontando sua cauda de prata, rumo aos estábulos de Belém.

Passa uma revoada de anjos cantando. São pássaros do azul, anunciando o nascimento de uma criança. Mensageiros do infinito a celebrar a paz entre os homens.

-Fazei silêncio, clama um pastor. Ouçamos a melodia do céu nesta noite de mistérios.

– Esta música é a do Prometido, exclama um vidente. Nasceu-nos o Rei da Libertação.

– Não vejo o cortejo real, nem as trombetas nem as bandeiras da alegria.

– Dia virá em que, se os homens não o aclamarem, as pedras do caminho o farão.

A noite foi pouco a pouco se retirando, com passos lentos, acompanhada de estrelas pálidas. Surgiu a aurora, tingindo de ouro o pico das montanhas. Na planície, as flores sorriam, vestidas de luz.

O recém-nascido dorme sobre a lã de um cordeiro sem mancha, e os pés de Miriam voam, leves, pela gruta, em descuidada alegria, levando por toda a parte os guizos de ouro de um coração feliz.”

 SPINOLA DE MONTE MAGGIORE. “Poemas de Endor”. Salvador, 1995.

Quando era pequena, passava o Natal com toda a família na casa de tios e prima muito queridos. A cada ano, meu tio acrescentava um personagem ao presépio: começou com a Sagrada Família, depois os Reis Magos, anjos, pastores, dezenas de animaizinhos. À meia-noite, ele fazia uma homenagem para o aniversariante: Jesus.

Era tanta magia que até hoje a gente tem a festa como inspiração e procura reproduzir o encantamento para nossos filhos. No dia 16 de dezembro de 2010, meu querido tio faz 100 anos. Há 12 anos, ele comemora o aniversário e o Natal em um lugar muito especial: o céu.

Este ano, ele terá, ao lado da Corte Divina Suprema, a companhia de mais alguém. Minha irmãzinha mais velha, e juntos conversarão com os anjos e pisarão com pés leves a graminha orvalhada do Paraíso.

Como disse seu filhinho: “Mamãe vai passar o Natal no céu. Já pensou como deve ser lindo o Natal no céu?…”

Anúncios

2 pensamentos sobre “Noite profética

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s