Carta a meus filhos

Queridos filhos:

Se no ano que vem…

… nós tivermos que passar uma noite em claro, que procuremos aproveitar a rara oportunidade de assistir ao nascer do sol.

… nós tivermos que  lidar com algum problema de saúde, que aprendamos a entender os sinais do nosso corpo.

… nós chorarmos, que as lágrimas venham como a chuva que fertiliza os sonhos.

… nós ficarmos com raiva, que compreendamos o imenso poder criativo dessa energia, quando canalizada.

… nós formos forçados a parar, que saibamos esperar, como a semente que nunca se atrasa e nunca se adianta para germinar.

… nós encontrarmos obstáculos, que nos orgulhemos e nos sintamos como estudantes fazendo uma prova de nível avançado.

… nós errarmos, que sejamos como o rio, que desvia seu curso mas sempre está em direção ao oceano.

… nós tivermos uma perda, que descubramos a força na fé.

… nós nos depararmos com pessoas desarmonizadas, que lembremos de Francisco de Assis e sejamos instrumentos de Paz.

… nós formos instrumentos de Paz, que sonhos, saúde, alegria, amizades, criatividade, paciência, vitórias, ganhos e harmonia venham por acréscimo…

… e seja um ano bom.

ampulheta

Imagem: Desktop Nexus

______________

Veja também:

O que é verdadeiramente perfeito em nós

O anjo de origami

A arte de criar vazios

Decálogo dos meus desafios

In English: Letter to my children

About these ads

8 pensamentos sobre “Carta a meus filhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s